o desafio
Sempre que iniciamos uma conversa sobre poluição dos rios urbanos, uma quantidade enorme de razões são enumeradas para explicar a questão. Sim, há vários problemas causando a poluição dos rios, mas esse tipo de raciocínio é um problema em si. Isso porque quando listamos uma quantidade tão grande de argumentos, ficamos com a sensação de que o problema é grande demais e qualquer coisa que façamos não será suficiente. Além do que, alguns argumentos não refletem a realidade atual. Ao contrário, são o resultado de um imaginário social fruto de narrativas antigas.
 
Então nós nos demos conta de que é importante entender a situação do ponto de vista macro, mas é essencial focar em tópicos principais. É sobre isso que se trata a jornada da Cidade Azul.
Aqui apresentamos as três principais verdades que devemos saber se queremos resgatar os rios urbanos:
primeira verdade: ter consciência sobre os verdadeiros motivos da poluição dos rios
Precisamos focar no presente.
Os rios estão poluídos porque nós o poluímos hoje, não porque alguém os poluiu no passado.
Nós não temos que limpar os rios. Rios têm a capacidade de se regenerar.
Temos apenas que parar de sujá-los.
O problema também diz respeito a você.
Todos somos responsáveis pela poluição dos rios: pessoas, empresas e governo.
segunda verdade: entender o modelo atual, com dois sistemas correndo por baixo da cidade
 
Existe o sistema natural, de córregos e rios. Algumas vezes os rios estão enterrados, fluindo por debaixo da cidade. Algumas vezes os rios fluem pela superfície. A realidade é que água está sempre fluindo pelos rios.
Existe o sistema de saneamento, feito de tubos, canos e estações de tratamento. É geralmente construído pelo município e responsável por coletar e tratar o esgoto de casas e prédios antes que eles alcancem os rios.
terceira verdade: entender como a poluição alcança os rios urbanos
Através da poluição difusa: a água da chuva corre pela superfície da cidade carregando o lixo que o estilo de vida urbano gera. Município e pessoas têm que trabalhar juntos para parar de sujar as cidades.
Por causa da estrutura deficiente: em alguns bairros ou cidades, não há sistema de coleta de esgoto, então as pessoas jogam seu esgoto direto em córregos e rios. Outras vezes, o município coleta o esgoto, mas por não ter estações de tratamento, joga o esgoto direto nos rios.
Através de ligações clandestinas: algumas pessoas preferem conectar o tubos de coleta de esgoto de casas e prédios diretamente em córregos e rios, em vez de fazer a conexão para o sistema municipal de coleta de esgoto.
Até 2050, 70% da população mundial viverá em cidades, com uma concentração do crescimento urbano na África, Ásia e América Latina.
E o crescimento mais acelerado está acontecendo nas megacidades.
Ban Ki-Moon